Gravidez / Parto

Insônia durante a gravidez


Muitas mulheres ouvem: durma bem, porque quando uma criança nasce, não será tão fácil. O conselho parece razoável, mas é completamente inútil para mulheres grávidas que sofrem de insônia durante a gravidez. Paradoxalmente, quando o corpo luta com um esforço físico considerável, durante o qual suas fraquezas são reveladas, fica difícil por um momento de descanso e regeneração.

Quando os problemas do sono aparecem na gravidez?

Segundo o estudo da National Sleep Foundation, até 78% das futuras mães tiveram problemas de sono durante a gravidez. Quanto mais avançada a gravidez, mais geralmente ela era sentida. Alguns brincam dizendo que a insônia na gravidez é um tipo de treinamento e preparação para o que deve ocorrer imediatamente após o parto.

Qualidade do sono e alterações hormonais

Muitas mulheres esperam noites sem dormir somente depois de ter um bebê. Enquanto isso, elas frequentemente enfrentam essas mulheres grávidas. Por que o corpo trabalha contra si mesmo, não dando à futura mãe o descanso desejado? Acontece que tudo é causado por hormônios que têm um impacto específico e direto na qualidade do sono. Os padrões de sono dependem da mudança dos níveis de estrogênio e progesterona durante a gravidez (mas também durante o ciclo mensal ou durante a menopausa).

O que mais perturba o sonho de uma futura mãe?

A qualidade do sono na gravidez também é afetada por outros sintomas e sintomas desagradáveis ​​que acompanham a mulher grávida. Especialmente: azia, dores de estômago, movimentos do bebê, cãibras nas pernas, náusea, precisa visitar o banheiro. O problema também pode ser a dificuldade em determinar a temperatura do sono: algumas futuras mães estão com frio, outras por causa do metabolismo acelerado, quente e abafado. Mudanças emocionais também são importantes: ansiedade associada ao desenvolvimento da gravidez, fadiga, estresse e até depressão.

Insônia na gravidez: como se ajudar?

A insônia durante a gravidez deve ser tratada por meios naturais: